Segredo revelado para você montar seu próprio aquário

Tudo tem inicio na curiosidade de saber se o conhecimento adquirido pode ser colocado à prova. O jeito foi montar este nano plantado.

Set up:

  • Início 07/02/2009
  • Dimensões 40 x 30 x 30 cm (CLA)
  • Vidro transparente de 4mm
  • Volume teórico 36 litros
  • Volume real 26 litros
  • Iluminação 2 x 25w
  • Substrato terra vermelha e preta 1×1 = 4 Kg / Seixos de rio = 2 Kg
  • Filtro
  • Aquecedor Electronic Heater de 50w
  • Refrigeração não tem
  • CO2 injetado por cilindro com difusor e checagem de dosagem (Drop Checker)
  • TPA 50% a cada 30 dias

Parâmetros:

  • pH 6,8
  • Temperatura 24 ºC
Esse aquário é de 40x30x30 – 36 litros, foi fabricado por mim já havia algum tempo e estava sendo utilizado como hospital do aquário de 200 litros.
Peguei várias pedras na rua e aqui estou limpando algumas delas onde fiz o teste do vinagre para saber se a pedra altera o pH da água e qual poderia utilizar na montagem.
Pedras selecionadas para as o novo layout do aquário.
Este é o Sr. Sérgio que trabalhava comigo na época, Jardineiro é o responsável pela terra vermelha e preta que utilizarei como substrato e que desejo que se torne a fonte de nutrientes para as minhas plantas. Valeu Sergão!
Limpando a terra e verificando se não tem nenhum bichinho para evitar surpresas futuras. Afinal prevenir é melhor do que remediar. Depois de limpas misturei-as em partes iguais e coloquei no aquário.
Cascalho de rio que foi colocado por cima da terra. Comprado nas lojas do segmento.
Todos os equipamentos básicos que serão utilizados na montagem.
O filtro eu dei uma ajudinha na qualidade da filtragem, e também na capacidade de formação das colônias de bactérias.
Colocando o substrato que é a terra que foi limpa e misturada.
Depois de muitos palpites e tentativas optei pela disposição conforme mostra a foto, devo afirmar que esta é uma parte bem legal de fazer e é ai que você não pode ter pressa. Acho que essa ficou legal.
Desmontando as trouxinhas de mudas para o plantio no aquário, como não tenho experiência alguma, sofri bastante neste momento, mas o resultado a mim mostrou-se bem satisfatório.
Plantado com graminha, aqui tive de colocar areia de filtro de piscina, não consegui plantar diretamente no seixo, a todo o momento a planta se desprendia do fundo, foi quase que um parto.
Já nesta plantação as atividades foram mais tranquilas, o capim fixou bem no seixo, facilitando o serviço do agricultor.
Para fazer a plantação iniciei com pouquíssima água no aquário e à medida que achava que tinha necessidade ia colocando mais. Na foto o aquário com meia água quase todo plantado pronto para depois encher até o final.
Aqui, reparem que tem uma garrafa PET com uma mangueirinha bem fina que é para encher o aquário bem devagar para não movimentar muito a água e consequentemente não turvar a água e não soltar as plantas.
Aqui o aquário já esta cheio faltando apenas a colocação e instalação de todos os acessórios.
Completamente montado. Eu espero que um dia se transforme em uma floresta amazônica.
Reparem que o coloquei em cima do criado mudo na cabeceira da cama.
A base e o tampo eu fiz de compensado. Na tampa embuti iluminação led.
Classifiquei as plantas conforme a numeração caso alguém queira saber o nome.

Confira o vídeo.

Espero que tenha gostado.
Até breve, valeu Pzu
NASA – Nada Anda Sem Amor.

Achou essa informação relevante. COMPARTILHE ! Assim você ajudará outro Aquarista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × dois =