Get Adobe Flash player

Coleta e tratamento de tronco para aquário passo a passo

Galera,

Em virtude da montagem do meu próximo aquário que será de peixes discos com layout de troncos, resolvi fazer a coleta dos mesmos e também fazer o tratamento para que fiquem livres de pragas e para que não soltem mais tanino (responsável por deixar a água amarelada) depois de tratado.

Existem alguns procedimentos para o tratamento e você poderá seguir qualquer um deles que com certeza chegará a um resultado satisfatório.

Vale lembrar que o tronco de aroeira é preferível, por se tratar de uma espécie vegetal que mais "agüenta" a submersão em água sem apodrecer, se despedaçar, soltar detritos etc. É muito resistente à água, se bem tratada.

Se não conseguir a aroeira poderá utilizar troncos de Ipê, Goiabeira, Figueira e etc., Geralmente as que tenham a madeira densa e pesada.

Tratar troncos não é um bicho de sete cabeças. Mas não é apenas mergulhá-los em um recipiente com água e trocar algumas vezes. Dá certo trabalho, mas vale à pena e será feito uma só vez, então compensa muito.

Esse procedimento garantirá a cristalinidade d’água do seu aquário e isso por si só já é muito bom.

Caso você queime alguma etapa o resultado será que seu tronco irá amarelar a água, pela liberação de ácidos, taninos e detritos. Então siga corretamente o procedimento.

Segue uma lista dos melhores tratamentos:

 

Tratamento com cloro ativado.

- O tronco deve ser submerso em recipiente com volume suficiente para cobri-lo totalmente, adicionando durante sete dias um ml de cloro ativo para cada dez litros d’água;

- Troque á água e deixe o tronco descansar por mais sete dias, para que o cloro em excesso seja totalmente removido;

- Caso seja possível, adicione água quente sobre o tronco, para eliminar agentes resistentes ao cloro.

Tempo para o tratamento: dezoito dias

 

Tratamento com sal grosso.

- O tronco deve ser submerso em recipiente com volume suficiente para cobri-lo, adicionando quatro colheres de chá para cada litro de água;

- Completar a água do recipiente para manter o tronco sempre submerso.

Tempo para o tratamento é de vinte e cinco dias, neste prazo o tronco irá deixar de tingir a água.

 

Tratamento com imersão em água de rua (rede de distribuição).

- O tronco deve ser submerso em recipiente com volume suficiente para cobri-lo, com água da rede distribuidora (torneira);

- Trocar a água a cada três ou quatro dias.

Tempo para o tratamento é de trinta e cinco dias, neste prazo o tronco irá deixar de tingir a água.

 

Tratamento com imersão em água quente

- O tronco deve ser submerso em recipiente com volume suficiente para cobri-lo;

- Despejar água fervente sobre o tronco e deixar descansar;

- Trocar a água a cada três ou quatro dias.

Tempo para o tratamento é de vinte e oito dias, neste prazo o tronco irá deixar de tingir a água.

 

Tratamento com cloro, sal grosso e imersão em água quente.

- O tronco deve ser submerso em recipiente com volume suficiente para cobri-lo, adicionando 1 litro de cloro para cada 2 litros de água, deixando-o em repouso durante vinte e quatro horas;

- Colocar o tronco em outro recipiente para que a água possa ser aquecida ao ponto de ebulição (100°C) durante quinze minutos e deixe descansar por vinte e quatro horas;

- No terceiro dia adicionar 200 g de sal grosso à água a ser fervida, conforme o item acima;

- Troque a água diariamente e repita o item 2 até a água se apresentar limpa.

Tempo para o tratamento é de sete dias, neste prazo o tronco irá deixar de tingir a água.

Hoje, 16-09-12, coletei alguns danadinhos na região de ITU, todos já de árvores cortadas algumas até queimadas.

Coletando...

Esse é o resultado final da coleta.

Alguns dos exemplares não serão utilizados. Os que têm mais chances são esses:

Obs. Coloquei uma garrafa de Coca pra você ter ideia do tamanho.

Esse tronco é bem bonito, já não tinha nada de casca vai er só colocar de molho.

Acho que vou cortar esse bem abaixo de onde começa a forquilha.

Na verdade essa é uma raiz e não um tronco, ela não foi cortada e sim quebrada com a força da árvore caindo ao chão, acho que vou só passar a serra para acertar o corte na base.

Esse é o pedaço que resultou do corte que dei na primeira foto "Coletando", não sei se vai dar certo por que está todo queimado. Sei lá vamos ver!

Agora é limpeza, como os troncos eram de árvores mortas, estão bem secos, então vou limpá-los com uma faca raspando as cascas.

Veja essa foto das cascas que estou falando.

Hoje, 19/09/12, depois de limpar bem e tirar todas as cascas possíveis dei uma lavada com escova e água da torneira, coloquei na barrica água e sal e vai ficar de molho por algum tempo.

Hoje, 03-10-12 após 14 dias debaixo d’ água com sal e cloro retirei os troncos da barrica e dei uma bela escovada.

Separei uns de aroeira que estavam soltando tinta e coloquei numa bacia para tratamento.

Os outros voltaram para a barrica com água nova, sal e cloro só que desta vez estão de ponta cabeça para submergir as partes que ficaram emersas anteriormente.

Hoje, 08-10-12, troquei a água da barrica, tirando a de sal com cloro e colocando água quente, não foi fervendo por que não dava, mas foi bem quente. Vou fazer essa troca umas duas vezes ao dia durante uns cinco dias.

Alguns pedaços pequenos eu estou fervendo em panelas. Tomara que a tinta não grude nas na mesma senão serei frito pela minha esposa nelas. kkk

Hoje, 13-10-12, finalmente cheguei à final do tratamento e todos os troncos foram parar no telhado para secarem ao sol.

Espero que tenham gostado e se tiverem dúvidas perguntem o quanto acharem necessário.

Valeu até breve Pzu.

Como saber se a pedra que você coletou vai alterar o pH da água do aquário.

Galera,

Como saber se posso ou não colocar essa rocha no meu aquário? Essa foi uma pergunta que me perseguiu e a resposta é a seguinte.

Se teu aquário precisa de uma água estável no quesito pH, você só poderá colocar rochas neutras, ou seja que não alteram o pH da água, por exemplo basalto.

Para saber se a rocha é neutra existem alguns procedimentos que irão lhe assegurar essa condição, para saber faça o seguinte:

Com a rocha na mão, raspe uma parte dela que é para expor um pedaço virgem, nesse local você pinga umas gotas de vinagre ou acid da Labcon, se borbulhar é sinal que a rocha não é neutra e irá alcalinizar a sua água, aumentará o pH. Consequentemente se não borbulhar significa que a pedra é neutra.

Quando você pinga vinagre (acido acético) na rocha este reage com o carbonato e liberam Co2 na atmosfera fazendo soltar bolhas.

Para uma real confirmação da alteração ou não do pH, você pode colocar água em um balde medir o pH e depositar nesse balde algumas rochas, deixar por uns dois ou três dias e medir o pH novamente e constatar se houve alterações.

Veja o vídeo de algumas experiências.

Aquarismo PZU

Espero que tenham gostado.

Valeu até breve Pzu.

NASA - Nada Anda Sem Amor

Coador para náupilos de artêmia recém eclodido.

Amigos,

Tava precisando de um coador para lavar os náupilos de artêmia recém eclodidos e como não queria comprar acabei fazendo um.

Lá vai um passo a passo.

Como o País esta bombando, cheio de construções e consequentemente caçambas por ai, eu dei uma volta na rua procurando um pedaço daqueles canos brancos de esgoto de 100 mm, não achei, achei um preto que foi a opção utilizada.

Então cortei dois pedaços com a mesma largura quatro cm.

Um dos pedaços deverá ter o seu diâmetro interno diminuído e para isto é só cortar um pedaço longitudinalmente, no meu caso tirei aos poucos, mas no final foram quase três cm.

As partes ficaram assim, sendo que essa que tem o rasgo entra certinho na que não tem.

Nuca consegui cortar um tubo perfeitamente paralelo, não ia ser dessa vez, então sobraram umas rebarbas.

O negócio foi lixar até deixar bem certinho, deu trabalho mas vale a pena. Nem parece, mas se você observar bem vai ver que o tubo cortado esta dentro do não cortado. Bem justinho.

O correto seria colocar uma tela de nylon malha 77, é a mesma utilizada nas telas de silk screm, mas como não tinha e precisava usar o coador acabei colocando um tecido também de malha bem fininha e deu certo pro momento, mas vou ter que trocar no futuro porque acho que vai apodrecer com o tempo. Bom o negócio é que você coloca essa malha no tubo sem o corte que na foto está por baixo do tecido, quase não se vê e com pressão coloca o tubo cortado dentro do não cortado.

Antes de empurrar até o final corte as rebarbas da malha, é muito mais fácil fazer isso agora do que no final

E ai esta o danado pronto para usar

Espero que tenham gostado e se tiverem dúvidas façam quantas perguntas achem necessário.

Valeu até breve Pzu.

NASA - Nada Anda Sem Amor

Mais Artigos...

Nós temos 78 visitantes online
Qual tipo de aquário você gosta mais?